19 janeiro 2006

Timidez

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo e eu para sempre te leve...
— mas só esse eu não farei.
Uma palavra caída das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares e une as terras mais distantes...
— palavra que não direi.
Para que tu me adivinhes, entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos, ponho vestidos noturnos,
— que amargamente inventei.
E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando...
— e um dia me acabarei.

[Cecília Meireles]

Que meus olhos transmitam minha sinceridade e que as palavras continuem em segundo plano.
O toque existe, o sentimento fala mais alto, o respeito acima de tudo... me permito.
Já sinto sua falta... o passado já me deixa respirar.

"You do sometinhg to me that i can't explain.
So would i be out of line if i said,
i miss you..."
[ I miss you - Incubus ]

3 comentários:

dea_torres disse...

Ceciliaaaa rox!!!\o/
Respirando em fim...ufaa!!!q bom!
"I miss you" incubus...ce sabe q eu tmb amo essa musik ne gemulo?preciso nem falar
mas entao...
agora tmb to de blog p imitar meu gemulo querido...pena q eu n sei escrever assim...mas tem problema n
te amooooooooooooo viu?
seja feliz!!!
bjao

Vinícius disse...

Durante uma das milhares de horas vagas em meu estágio eu li extamente este poema da Cecília que você citou... Sublime...

Abraços, sempre.

Larissa Lima disse...

Sempre me deparo com palavras muito bonitas ao entrar aqui.
Mesmo na dor ou na angústia vc consegue falar de forma especial.
Bjo