09 novembro 2006

# Quinta - feira (são apenas mãos...)

Brokeback Mountain de Ang Lee
Deu de ombros e parou para falar com alguém na esquina. Naquele momento eu sabia que não queria... sabia também que no minuto seguinte eu tentaria argumentar de frente ao espelho.
Olhou por entre os corpos que dividiam - para nós - a sala em duas. Fixou-se num determinado ponto que preferi acreditar não ser minhas mãos.
- "Como aparentam ser frágeis suas mãos"...
... ou algo parecido. Você sente, quem duvida disso?
Queria poder dizer algo diferente, algo que seus ouvidos suspeitassem ser real, um sussurro onírico como o que ouvi há alguns meses e percebi que de nada valia minhas percepções quando olho no olho e palavra nenhuma permanecia gritando por todo aquele espaço que se assemelhava ao nosso corpo. Dois vazios imensos momentaneamente preenchidos.
No instante seguinte estamos sentados na escada esperando o elevador parar... devemos entrar?
Estúpida dúvida que reprime momentos... instantes, reprime os instantes. Entramos e nos tornamos dois estranhos novamente, mas percebo como você me olha. O que tenta ver? Mostro tudo o que não sou e você percebe meu nervosismo, meu teatro mal ensaiado, minha personagem contruída as pressas... e sorrimos. Eu desconcertado e com cara de bobo, você doce e compreensivo, mas se pergunto - sem querer saber e já sabendo - o que foi, você apenas pisca os olhos suavemente - como quem quer deixá-los fechados - enquanto balança a cabeça negativamente com um sorriso no rosto.
Previsível?
Não, apenas discreto e cuidadoso o suficiente para... o elevador chegou ao térreo...
- "Bom dia."
"Ainda lembro o que passou... eu, você em qualquer lugar dizendo 'aonde você for eu vou'. E quando eu perguntei ouvi você dizer que eu era tudo o que você sempre quis... Mesmo triste eu estava feliz e acabei acreditando em ilusões...
Liga o som e apaga a luz."
[ Ainda Lembro - Marisa Monte ]

5 comentários:

Menino G disse...

Uhn!! Pode entrar e prepare-se pra nunca mais sair, pq no meu elevador vc só faz subir.
beijos

Bofiscândalo disse...

Arrepiou hein!!Adorei a história que emocionante que viva pena que avida não seja sempre assim né, bela e lírica...abção..até mais

La Pasta disse...

muito bonita a nova cara. fiquei me procurando no de baixo, não me achei. será que era pra mim mesmo o recado?

sugiro apenas que escureça a letra do teu tão bonito texto.

beijo

mouris disse...

jesus shit!

ficou foda!

tá vendo!? reclamou, e acabou ficando com um layout mais foda que o meu [que definitivamente nao eh nem foda, mas td bem]

beejo bejo.

mouris disse...

kkk!

e conserta aquele link!

o blog chama mourisment, e o endereço é mouris, nao o contrario!

hauhaua poxa D., justo voce?