10 janeiro 2008

Do Princípio.

É possível sentir junto as mãos algo que não se pode tocar... e foi assim com seu olhar.
Sempre presente de várias e diferentes formas, sempre uma icognita, um "x" no meio das minhas questões que não assinalava resposta alguma.

Um belo "x", um belo e certeiro "x".

Quando menos espero alcanço qualquer coisa que você solta sem querer, então, quando percebes, se recompõe e coloca de volta seu sorriso à frente, sua defesa mais bonita. Me acaricia as costas quando descobre que precisa se afastar de mim e sai andando... olha para trás e sorri novamente dizendo que vai voltar sem dizer uma palavra sequer.
Nossos códigos saíram do papel sem nunca termos escrito nada, sem combinarmos, sem pacto ou contrato assinado. Você sentou comigo para ouvir aquela música e tudo em nós entendeu. Ficamos tímidos e tão seguros um com o outro que o que era dois agora estava representado em apenas uma canção. E assim ficou acordado que seríamos sempre esse paradoxo gostoso e angustiante que os dias nos davam para driblarmos, essa idéia insana de que podemos estar aonde quisermos e quando quisermos e o mais engraçado é que dá certo. Te levo no bolso aonde bem entendo e você me põe em qualquer lugar seguro que eu não possa cair.

Uma pergunta e fico pensando em como expôr no papel o que sequer consegui expressar em palavras. Talvez essa minha estranha mania de dar sabor a tudo o que toco ou que leio, mas as coisas não precisam de sentido, precisam apenas ser sentidas e é sobre isso que escrevo.

Ao pensar numa resposta me veio o seu sorriso, sim, esse mesmo e tão comentado sorriso.

Essa fantasia com que me visto quando algo dá errado e não quero cair.
Esse ar de alegria que emana de seus olhos quando a simplicidade chama mais atenção que a mim mesmo. Mas lembre: Sou imaginativo demais... culpa do horóscopo chinês, eu juro!
Esse seu toque que faz questão de provar o quão significante eu sou... e eu que nunca duvidei disso...
Essa caracteristica determinante que me faz ver o quão preguiçoso eu sou.
Esse entusiasmo em fazer o que nunca foi feito ou, pelo menos, fazer diferente.
Essa cumplicidade de menino e esse calor de homem que não me deixar ficar longe mesmo quando quero.
Essa carência e necessidade de ficar só... uma antítese antiquada e muito justa, aliás.
Esse clima intimista que você cria a cada palavra baixa e ao pé do ouvido.
Esse compromisso com a verdade e a ética... tão correto e indisciplinado que dois e dois torna-se impossível de dar quatro.

Enfim... apenas motivos que não justificam sentimento. Palavras que somadas dão apenas em carinho e respeito, mas não formam sentidos inteiros, não são complemento do caminho percorrido no antes.

Agora tiro minha fantasia para devolvê-la a seu rosto e fecho a porta do quarto para continuar a te ver dormir.

[ Refazenda de Gilberto Gil ]





7 comentários:

Tônio disse...

Eu perdi meu comentário aqui, ou vc não o aceitou... snif..

Tava com saudade tua. Eu

FOXX disse...

ai meu deus!
seus textos sufocadores!!!


saudades
voltei viu?

FOXX disse...

ei...
tow indo a sampa neste fim de semana
(20-23)
vê se entra em contato

Técia disse...

Amoorrr de toda uma vida minhaaa! =~]
Nossa, muito bom poder lê-lo novamente, seus textos sempre tocam o lado mais puro da minha alma.

te amo muito, d+ da conta!
saudades!

=***'s

Desa disse...

Seria legal se você voltasse a atualizar isso aqui.
Agora tenho um !!
usauahsuhasaushasuhasuh

SAUDADES ENORMES.

Beijos coloridos. ;*

Desa disse...

Pois é, estou por aqui agora porque um certo senhor fez um blog sabe? (Sr. Saulo ou Sr Zumalaicara :P)
Ai a moda agora é ter pra comentar no dele.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

É, to descobrindo agora essa cantora louca.
Esse cabelo dela é muito doido rei !!
shuahsuasuahsua.

Vou dar uma olhada na música que você me indicou ;)

Saudades pra todo o sempre ;*

Desa disse...

Eu num gostei muito da música não rei.
Muito parada. shaushuahsua.
Sou mais a que EU TE INDIQUEI
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Oww, isso me deu saudade sabe de que?
De ver vc sentado no pc ouvindo suas músicas, escrevendo no blog e etc e eu deitada na sua cama falando um monte de besteira ou mostrando aquele "passo novo"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Te amar é preciso...
Beijos eternos.