14 abril 2009

Fabricio Mardegan - "Anjo Ardente"

Fabricio Mardegan
Nascido em 22 de julho de 1977, às 10h30 da manhã

31 anos
Canceriano com ascendente em libra
Espírita da linha de Umbanda
Ator
Romântico assumido que acredita no amor acima de tudo
Poeta...
... e essa última característica, digo última a ser pontuada, mas características não faltariam para descrevê-lo - seus amigos (porque não dizer, suas paixões) não me deixam mentir -, mas sua veia de poeta é o motivo de hoje.

Conheci o blog do Fabricio (whodouthinkur) há alguns anos, não tantos, mas o suficiente para dizer que é um "mal necessário" para qualquer pessoa que goste de escrever e, principalmente, para qualquer um que tenha sua carteirinha do clube dos últimos românticos em mãos.

Então, indo direto ao assunto... eu passei alguns meses lendo várias coisas antigas e novas e juntando tudo. E percebi que seus textos, sempre tão íntimos, passeiam livremente entre eles. E, em forma de humilde mensão ao trabalho do Fabricio, comecei a reunir e fragmentar muitos desses textos e criar um único derivado de vários outros.
Segue o texto...

"Não quero te magoar"
Eu queria dizer, mas não disse...
Não há mais amor,
Há apenas um vaso quebrado e histórias que poderia viver,
Mas eu não acredito na dor
Prefiro dar crédito ao amor,
A esta tempestade que me fez entender que
É tempo e não vontade
Que nos traz a verdadeira aliança.

E
Se desta vez eu te perder
É porque eu nunca te tive...
... não me peça para explicar
Isso eu não aprendi ainda
Sou como uma semente
Que um dia deseja ser flor,
Desabrochando em teu olhar,
Fazendo aflorar de minha boca sorrisos
Que pedem para serem colhidos por você.
Beija-me!

Eu queria dizer que sou seu
De uma maneira que você entendesse
Mas algumas palavras engasgam em minha garganta,
Feito espinha de peixe que a gente engole sem querer
E não consegue por prá fora... e enquanto tenta,
Rasga, corta, machuca, até sair junto a um pouco de sangue.
Troco esse pouco de sangue por um punhado de paz...
Sei que preciso sentir o pesar,
Mas to com saudade de mim
To como uma Oxum sem alegria alguma... nem tristeza...
Como uma planta que
Precisa de mais luz,
Mais água e muito ar.

Meus pensamentos emaranhados
Estão seguindo igual a um cavalo de corrida
Que nem sabe por que ta correndo...

Bobagem minha, que isso fique bem claro!
Mas eu acreditava em contos de fadas,
Em contemplarmos a lua cheia juntos.
Não me entenda mal quando lhe peço para ficar...
É que meu coração grita que você é atencioso, aventureiro
E romântico,
E que pode fazer um sacrifício para estar ao meu lado
E
Nessa hora
Me arremesso num primeiro vôo
E acredito que
Enquanto existirem pessoas dispostas a transformar
Cinzas em fogo,
Amores serão eternos."

Na verdade esse texto possue fragmentos dos textos Otimismo, Valsinha do Amor Verdadeiro, The End, Coração de Leão, Reforma-se Roupas, Aflora, Com o Coração, Escambo, Fotossíntese, I Need a Break, A Vida Como Ela É, Heart Whisper, Mal Entendido (Ou Desculpa Esfarrapada).

Bom, espero que com isso algumas pessoas consigam conhecer um pouco mais do trabalho dele.
Fabricio,
"nada do que eu fizer terá tanto significado, nada do que eu disser terá tanto sentimento, no entanto, hoje, gostaria que soubesse, que apesar de não ter nenhuma explicação, esse sentimento diz: és único!"
Um grande abraço ao Fabricio que me autorizou a "brincar" com seus textos e disponibilizá-los em meu blog.
À você, o melhor que a vida possa oferecer.
Aos demais, boa leitura!

3 comentários:

=^.^= Neko-Chan =^.^= disse...

isso é lindo!!!
nossa, como ele escreve bem!!

lindo lindo

realmente, um "mal necessário" a qualquer um q goste de ler!

bjins pra vc e pra ele

Fabricio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabricio disse...

Séculos depois deixo aqui meu MUITO OBRIGADO pela homenagem. Eu, sinceramente, não me sinto digno de tanta admiração, mas, ao mesmo tempo, fico feliz e lisonjeado em recebê-la todinha.
Abraços!